quarta-feira, março 19, 2014

Um texto desesperado e místico


Se você escrevesse dizendo que o ama muito e que só queria uma boa relação, seria julgada como idiota e ele certamente a humilharia mais uma vez... Se mandasse uma mensagem dizendo que o odeia mais do que a saudade que sentes das memórias e momentos bons e não dele, ele te ofenderia... Ou faria pior, te ignoraria até sentir suas veias pulsando de fúria.

 O fato é que certos amores não vingam na prática. Mas, no seu coração sim...

 Ele seria incapaz de pegar o telefone e te dizer qualquer coisa, ele nem se lembra dos seus olhos que o amedrontavam. Você come o pão que o diabo preparou até com certo carinho, mas vomita em versos toda uma sensação humilhante...

 Então, você tenta, tenta, pula, corre, rasga o peito, sangra os olhos e aquilo continua ali, te atormentando, corroendo e pra piorar tudo você procura e encontra os vestígios que precisa pra se certificar de que você já era na vida dele, que foi simples como mudar de rua, como trocar uma camiseta. Enquanto você troca de vestido mil vezes e continua na mesma.

 Você que já sentiu outros cheiros desde então, se deixou levar em outros braços e até sorriu... Porque essa porra não deve ser mais amor e sim alguma doença mental que te acarreta esses sintomas doentios.

Daí você se contorce na cama antes de dormir e pensa que não vai pegar no sono jamais, o celular te interte, mas é muito vazio pra distrair um coração que quase salta do peito em alguns momentos, em outros sente estranheza e fica mirabolando monstros em árvores no cenário da mente...

E são dois fotogramas macabros que você carrega na memória, coisa que não agrega valor nenhum, e sabe-se no fundo que é um masoquismo habitual seu que nem merece tanta atenção... Então você segue com as coisa do seu dia, trabalho, a poluição, as mais diversas expressões humanas e humanos diversos... Muita gente que não é ele, e ele se torna lembrança... Mas é lembrança que vira fantasma, que vira flor carnívora e vira pensamento... E quase que... Mas, passa, porque você tem que ir, atravessar, pagar, comer, lidar e olhar mais expressões humanas, que trazem mais humanos, e você descobre que o problema é universal...

O mundo tá cheio de pessoas ruins, de policiais extremistas, violentos, maldosos e um bando de fascistas que concordam com tudo isso é absurdo.

E tem toda a sua vida aguardando tudo aquilo que você já merece ter... Por mérito próprio reflexivo e conquistado.

 Mas, agradeça a confiança ou o que chegar com traços dela e se apegue a isso.

Coração a gente não consegue nem roer um pedaço dessa porra mesmo.

Mas coração também é artigo de luxo no mundo contemporâneo, e eu sei que valoriza e sabe como deixar bonito de se ver o seu...

És só coração garota, mas, dessa vez cala a boca dele porque seu cérebro está gritando e vai ser escutado queira o trouxa do seu coração sim, ou não.

  Tudo ficará bem... É certo, estes são só traços de um pequeno momento de transição, as sensações não condizem mais com os atos! Essa é a prova de que Deus existe, pelo menos um pouquinho!

Agora procure ver a vida no olho de um gato, bem de perto, melhor oraculo que olho de gato não há...

Seja um pouco bruxa e fique como quem busca parecer perfeito sabendo que nunca será, porque em certos ambientes você não precisa ser e apenas aparentar ser.

E jogue o jogo deles, mas nunca se esqueça de que no seu mundo não existe jogos, apenas a cantoria!

Deixe a poesia estar em tudo, mesmo que em pitadas pequenas, você sabe que poesia é uma espécie de força extra que se nasce com ela.

O resto é resistência mesmo... Ás vezes falha... Mas ninguém morre de amor, já dizia minha tia.

E nem é esse mais o seu problema, então, não vá se precipitar little girl.