terça-feira, janeiro 15, 2008

janeiro continua sendo o pior dos meses...


Comi pouco no almoço.
Compensei com o sopro que me deu no estômago.
Eu estalei os dedos até doerem essa manhã.
Acordei cedo, chorei um pouquinho, até a tristeza se transformar em raiva.
Da raiva eu quis fazer um desenho, mas não quis procurar o lápis de desenho.
Já reparei que quanto mais a gente se entrega e vai alto, mais lenta é a queda, vai-se descendo devagar, raspando os braços na parede áspera da nossa insistência em voar com a asa do outro.
Depois senti fome, a vontade de chorar voltou, mas eu olhei pra chuva e tentei sorrir com a alma entre os dentes, querendo fugir de tanto susto, dessa vida de assombro que me abraçou.
Ele me ligou pra ter certeza desse amor que já foi tão certo...
Hoje, TALVEZ, seja acorde errante na minha canção.
Eu não agüento mais esse mês...
Eu sinto mais amor que raiva.
Mas ninguém precisa levar isso a sério.
“Espera passar... Também te amo, boa noite...”.

2 comentários:

Lu Arrais disse...

Ai menina, até murchei agora... =/

Fique bem cariño!

Besitos

-d.c.- disse...

Bem, discordo se levar em consideração que você não sabe que nasci em 12/01... mudei algo sobre janeiro? Ao menos sorriu da piada sem graça? rs então valeu... Beijos moça... (o cel ainda está ligado 24h)