sexta-feira, julho 06, 2007

“Talvez eu passe um tempo longe da cidade, quem sabe eu volte cedo ou eu não volte mais!”


Acordei cedo hoje.
Dormi um pouco alterada ontem.
Tequilas, cervejas, novos amigos, música ruim e eu com um bom humor digno de quem cortou o cabelo e acertou no corte!
Meu irmão sempre me disse para dar espaço às pessoas que não se parecem comigo.
E definitivamente, às vezes é muito bom não falar de coisas sérias, não ouvir músicas tristes e “complexas”...
A vida parece mais real quando se perde uma série de conceitos bobos, parece que o mundo te sorri, mesmo de longe.
Eu tenho visto a vida com certa bondade dos últimos dias e penso mesmo que as pessoas são sempre os melhores lugares.
Deixo esta cidade amanhã de manhã, vou lá para a terra do meu pai, respirar aquele ar que é tão ímpar, sorrir para aqueles olhos que são tão meus...
Estou buscando vida até onde não tem, e as palavras são só palavras perto de tanta coisa que podemos ver.
Não quero mais essa melancolia que limita os olhos e que só faz repetir as palavras.
Não há nada de tão errado assim que não possa me mobilizar para um sorriso.
“Quando não se tem nada, não há nada a se perder”, já dizia o Dylan.
Essa pretensão maluca que nos faz ser tristes e nos faz heróis de nós mesmos, que não se negam jamais!
Ah!
“Alma, alma.”- existe alma sim, porra!
Talvez eu me contradiga ainda mais, e talvez a graça de tudo seja essa.
Esse segmento de contradições, porém sempre com classe, sempre mantendo a pose de quem sabe tudo do mundo (“maldita petulância!”, já dizia mamãe).
Enfim, vou lá para o meu lugar, andar de trem, sorrir no mesmo ritmo do doce olhar do meu tio, tirar fotos de tudo!
Não sei quando volto, mas eu devo voltar...

4 comentários:

Matheus Chagas disse...

eu gostei do post anterior,tinha uma palavra que nunca tinha ouvido LABUTA.não sei o que é,mas vou ficar pensando no que seja.



BJus do Mah

Matheus Chagas disse...

eu gostei do post anterior,tinha uma palavra que eu nunca tinha ouvido.LABUTA.eu gostei,mesmo sem saber o que é.

Cristina disse...

que foto linda e esse post tem uma ptiada de alegria.
Claro que vai voltar, senão vou lá te buscar =]
Beijos

maricaracola disse...

Quanto otimismo!
Tomara que isso dure.Ver beleza no que nos parecia bobo nunca é muito, o novo nunca é muito.
Beijo, amo vc.